Orçamento Gratuito

Cresce procura de energia fotovoltaica em Itapira

SOLUTTION em 06/02/2018 às 14h35

 

Aroldo Citrângulo exibe uma placa geradora de energia solar: negócio promissor

Um fenômeno que teve forte impulso em todo o Brasil no ano passado começa ganhar forma, ainda que de forma tímida, também aqui em Itapira: o  investimento em energia alternativa. Conforme apurou A GAZETA, muitos estabelecimentos industriais de pequeno, médio e grande porte; estabelecimentos comerciais e residenciais, estão avaliando a possibilidade de reduzir a conta de energia elétrica com a instalação de sistemas próprios de geração de energia elétrica.

Aqui na cidade a pioneira neste tipo de contribuição foi a Usina Nossa Senhora Aparecida, gerando co-energia com bagaço de cana, que movimenta suas caldeiras e ainda gera excedentes para a rede da CPFL.  Contudo,a coqueluche do momento é o uso da energia fotovoltaica.

(…)

Quem está tirando proveito do crescimento do interesse por esta solução é o empresário Aroldo Porto Citrângulo, 38, fundador e diretor-executivo da empresa Soluttion Energia Inteligente, que disponibiliza a interessados desde estudos de viabilidade, até a instalação completa de sistemas que podem atender às diversas necessidades.

Em quase dois anos de atuação, Citrângulo já instalou 18 projetos, a maioria em estabelecimentos industrias e comerciais e admite que já tem encaminhada em toda a cidade cerca de 200 propostas à espera de uma análise mais detalhada. Engenheiro Civil de formação e atuando vários anos para uma empresa de engenharia de grande porte que tem a Petrobrás em seu portfólio de clientes, escalado para atender à famosa estatal, ele se familiarizou desde cedo com temas relacionados à questão energética.

De 2014 a 2016 realizou na Espanha um curso de mestrado em Energia Renovável. Quando concluiu o curso intuiu que era o momento de mudar o foco de sua atuação profissional. “Quero deixar um legado. Investir em energia renovável é uma aposta muito boa”, disse ao receber em seu escritório a reportagem da GAZETA.  Além de importar suas placas de captação de energia solar dos mercados mais competitivos do mundo (Alemanha e Canadá,preferencialmente), criou toda uma estrutura capaz de oferecer aos interessados uma assessoria personalizada a partir da análise de consumo e gastos com a conta de luz. Ele explica que para atuar neste ramo é necessário um tipo de especialização que exige além de enorme capacitação técnica, conhecimento aprofundado da legislação que regulamenta o setor.

Custo Benefício
O poder de convencimento passa necessariamente, conforme demonstrou,  pela análise custo x benefício. O investimento pode ser recuperado em cerca de quatro anos, com a economia da energia que seria consumida da CPFL. Citrângulo explica que a CPFL opera na distribuição e que este tipo de alternativa se encaixa à perfeição em seu modelo de negócio. A energia gerada pelas placas fotovoltaicas pode (em caso de excedente gerado) desde que feita de forma regulamentada, ser enviada para o sistema CPFL e ser direcionada para outra conta a critério do próprio consumidor. Alguns clientes enxergam ainda ganhos na imagem de suas empresas, associando suas marcas à questão ambiental, com o consumo de energia renovável.

Citrângulo acredita tanto no potencial do negócio que já planeja criar uma franquia de sua empresa, que já tem até filial em Aracaju (SE). Desde a implantação do primeiro projeto em abril de 2016, vem ampliando o leque de clientes. Ele estima que a partir do momento em que as pessoas observarem o benefício propiciado pelo investimento, a tendência é a de que o negócio dê um salto ainda maior.

Questionado se os custos de implantação vêm caindo, conforme se propaga no noticiário especializado, e se isso vai ajudar a dinamizar o setor, o empresário tem uma análise bem diferente.

“Este é um mercado que no exterior está altamente aquecido. Ou seja, pela lei da oferta e da procura, não vejo onde baixar os custos dos equipamentos, que respondem por cerca de 70% do total do investimento que o cliente tem que realizar”. Ao seu ver, o impulso definitivo que podem catapultar a adesão de uma forma mais entusiasmada das pessoas se reside no crédito. “A partir do momento que forem criadas linhas de créditos específicas e atrativas para que as pessoas possam implantar o serviço, não tenho dúvidas de que o negócio vai crescer exponencialmente no Brasil”, acredita.

Fonte : A Gazeta 

Caderno : B – página 6

Data : 03/02/2018

Foto : acervo A Gazeta

Todos direitos reservados aos responsáveis do jornal citado.

MAIS NOTÍCIAS

Receba nossas novidades: